quinta-feira, 24 de março de 2011

Sentes-te sonolento



Mais um dia, menos um PM.

“Com a determinação de sempre irei submeter-me a essa decisão.”


A culpa é da tal “coligação negativa”, pois nenhuma força política estava disponível para negociar o PEC. Aliás, desde que Sócrates tomou posse o que mais se destacou foi a sua reconhecida preferência pela negociação:

- Sócrates não teve um primeiro mandato em que usou e abusou da “maioria ditatorial”… negociou.

- Sócrates não apresentou medidas à última da hora, nem pressionou partidos e parceiros sociais, sob um manto de inevitabilidade…negociou.

- Sócrates não apresentou “coisas” em Bruxelas primeiro… negociou-as em Portugal.

- Sócrates não escondeu “coisas” como a recessão numas alturas ou o défice noutras… perdeu-se em tanta negociação.



O mesmo PSD que claramente queria deixar o PM afogar-se no seu mar de detritos, afinal, é culpado de “sofreguidão e impaciência pelo poder”. Até porque, nem pouco mais ou menos o timing foi escolhido por Sócrates.

“a situação da economia e das famílias ficou refém do calculismo político mais imediato” Sócrates

“Sócrates vai candidatar-se às próximas eleições.” Público



Como se não fosse o suficiente. O país tem agora mais um desempregado…

.

[Imagem retirada de wehavekaosinthegarden]

1 comentário:

razlich disse...

I offer to your attention a film about six priorities of the generalized instruments of management by countries and people of Earth.
Six Principles of Global Manipulation
Anti-Qur'an Strategy of the Bible Project Wheeler-Dealers